Roma afirma que Jerônimo foi secretário na pior educação do Brasil - governo Rui Costa


“O legado de Jerônimo, (...) na terra de Anísio Teixeira, a maior referência em educação pública na história do Brasil, é vergonhoso”


O candidato bolsonarista ao governo da Bahia, João Roma (PL), rebateu as críticas feitas pelo adversário na disputa pelo Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues (PT), ao presidente Jair Bolsonaro (PL) por conta da gestão de recursos para universidades federais.


“O governo estadual não é nenhum exemplo de investimentos na entidade de ensino superior de sua responsabilidade”, afirmou Roma, que lembrou das denúncias feitas por servidores da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) pela escassez de verba para o ensino superior no estado.


“Professores e servidores da Uneb denunciam que o repasse do governo petista não supre a demanda das unidades e compromete as atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão”, disse Roma.


“O ex-secretário da pior educação do Brasil precisa dar exemplo, antes de ficar criticando o presidente Bolsonaro. O legado de Jerônimo, como secretário estadual de educação, na terra de Anísio Teixeira, a maior referência em educação pública na história do Brasil, é vergonhoso”, finalizou.


Com informações de Politica ao vivo.