Covid-19: Anvisa solicita proteção policial, após ameaças contra servidores



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), solicitou no último domingo (19), apuração e proteção a Polícia Federal e aos outros órgãos em relação as ameaças violentas sofridas por diretores e servidores da agência, após a liberação do boletim favorável a vacinação contra a Covid-19 em crianças entre e 11 anos de idade.


Os servidores são ameaçados desde o mês de novembro, porém nas últimas 24 horas as ameaças violentas intensificaram. A Anvisa destaca que “o crescimento das ameaças faz com que novas investigações sejam necessárias para identificar os autores e apurar responsabilidades”.


Os ataques foram acentuados após live do presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), dizendo que disponibilizaria os nomes dos diretores que aprovaram a vacinação nas crianças a partir de 5 anos. Em nota a agência rebateu a fala do presidente “A Anvisa está sempre pronta a atender demandas por informações, mas repudia e repele com veemência qualquer ameaça, explicita ou velada que venha constranger, intimidar ou comprometer o livre exercício das atividades regulatórias e o sustento de nossas vidas e famílias: o nosso trabalho, que é proteger a saúde do cidadão”, conclui a nota.


A nota na íntegra aqui.


Redação Cartaz da Cidade

Fonte Agência Brasil

Comente e Compartilhe