Começa hoje a 17ª Olimpíada Brasileira de Matemática

Participam da primeira fase da prova mais de 18,1 milhões de alunos de 54 mil escolas

Imagem: Divulgação

Começa hoje (07) a primeira fase da 17ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep),realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa). De acordo com o Impa, as provas serão aplicadas durante os turnos escolares e corrigidas pelas escolas, no total são 20 questões. O exame é preparado em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade do aluno: Nível 1 (6º e 7º anos do ensino fundamental), Nível 2 (8º e 9º anos do fundamental) e Nível 3 (ensino médio). Essa é considerada a maior competição científica do país, nesta edição o alcance foi de 99,78% dos municípios brasileiros.


O coordenador-geral da Obmep e diretor adjunto do Impa, Claudio Landim, celebrou o alcance desta edição do certame. “É incrível o fato de termos, no país, 18 milhões de alunos fazendo uma prova que não exige conhecimento de matemática, mas que propõe problemas que exigem criatividade dos alunos para resolver. Esperamos, neste ano, detectar jovens com facilidade e talento para a matemática e, depois, formar esses alunos em programas da Obmep”, afirmou Landim.


Os classificados na primeira fase prosseguem para a segunda fase que acontece no dia 08 de outubro, com 06 questões discursivas na prova. A classificação segue a ordem decrescente das maiores notas obtidas na primeira fase que será preenchido de acordo com o número de vagas disponível para cada escola e nível. As instituições de ensino devem enviar os cartões-respostas dos estudantes classificados para a segunda fase até o dia 20 deste mês, por meio do aplicativo da 17ª Obmep (disponível no Google Play e na Apple Store) ou pelos correios. Os resultados da classificação para a segunda etapa da competição serão divulgados em 02 de agosto. A premiação está programada para ocorrer em 20 de dezembro.


A Obmep premia separadamente alunos de escolas públicas e privadas. Para os alunos das escolas públicas, serão concedidas 6.500 medalhas , sendo 500 de ouro, 1.500 de prata e 4.500 de bronze, e até 46.200 certificados de menção honrosa. Estudantes de instituições particulares receberão 975 medalhas (75 ouros, 225 pratas e 675 bronzes) e até 5.700 certificados de menção honrosa. Os estudantes distinguidos com medalha de ouro, prata ou bronze são convidados a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.) como incentivo e promoção do desenvolvimento acadêmico.



Da Redação com informações da Agência Brasil.