Com apoio da APLB, professores de Salvador decidem não voltar às aulas presenciais na segunda (03)



Os professores da rede municipal de ensino de Salvador questionaram a convocação de retorno para as aulas presenciais e decidiram não retomar às aulas de forma presencial na próxima segunda-feira (3), sem a vacinação completa da categoria. A decisão foi tomada durante reunião virtual nesta terça-feira (27) da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) e dois mil professores da rede municipal.


“Nós não aceitamos de jeito nenhum, atividade presencial. Nos dias 3, 4 e 5, queremos a revogação do decreto, e só com atividades remotas. Vamos trabalhar só de forma remota, ninguém vai para sala de aula”, disse o coordenador-geral da APLB, Rui Oliveira.


O prefeito da capital Bruno Reis, anunciou através de vídeo em suas redes sociais na última sexta-feira (23), a retomada das aulas de forma semipresencial. Segundo ele, o objetivo é que haja um revezamento de estudantes por aula, apenas 50% de uma turma poderá estar na sala.


O prefeito também informou o início da vacinação contra a Covid-19 nos trabalhadores da Educação Básica, a partir de 40 anos, porém, o coordenador-geral da APLB, Rui Oliveira destacou que antes de qualquer retomada das atividades é preciso que toda a categoria esteja vacinada. “Queremos vacina para todos. Já morreram 140 profissionais da educação na Bahia. Em Salvador, nos últimos 20 dias, morreram quatro diretores de escola”, relata Rui Oliveira.


Uma reunião deve acontecer ainda hoje (28) entre o Prefeito Bruno Reis e a APLB para reforçar o apelo feito a categoria, para que voltem às salas de aula no dia 3 de maio. No Instagram, Bruno Reis fez um parâmetro dos imunizados na educação. "Serão 3 em 4 profissionais imunizados, cerca de 75% que atuam nas escolas terão tomado a primeira dose contra a Covid-19 até o início das aulas presenciais", disse.


Sinpro-BA


Já o Sindicato dos Professores do Estado da Bahia (Sinpro-BA), que representa os professores da rede privada, informou que vai reunir a categoria na quarta-feira (28), para decidir se haverá retorno das aulas presenciais.


“O Sinpro-BA já tornou pública sua posição de ser contrária ao retorno das aulas presenciais ou semipresenciais nas escolas de Salvador ou em qualquer outro lugar da Bahia, nesse momento que apenas iniciamos processo de vacinação da categoria docente”, disse o coordenador-geral da Sinpro-Ba, Allyson Mustafá.


Decreto estadual


O Governo do Estado prorrogou até o dia 03 de maio a suspensão das aulas em toda a Bahia. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado, na quarta-feira, dia 15, alterando o Decreto n° 19.586.


No decreto também estabelece que em algumas unidades do estado poderão ocorrer aulas de maneira semipresencial, conforme disposições editadas pela Secretaria da Educação, nos municípios em que a taxa de ocupação de leitos de UTI se mantenha, por cinco dias consecutivos, igual ou inferior a 75%. Porém, a maioria dos gestores dos municípios cidades decidiram não marcar data para aula semipresencial.


Juazeiro


Em Juazeiro, de acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Educação, "não há previsão para retorno presencial das aulas". O retorno iniciou no dia 13 de abril, após a programação da Jornada Pedagógica, informou.


Segundo a Ascom Educação, "As aulas acontecem através da plataforma Escola Presente, nas formas síncrona (em tempo real, no horário habitual das aulas, modalidade que permite interação entre professor e aluno) e assíncrona (o conteúdo fica gravado e é disponibilizado para que o aluno possa ter acesso no horário que melhor o convir)as aulas da rede municipal segue maneira remota as aulas seguem remotas", finalizou.


O site Cartaz da Cidade contatou a assessoria do Núcleo Territorial do Sertão do São Francisco - Território 10 para saber sobre as orientações para os municípios que compõe as diretorias regionais de educação de Juazeiro e mais 9 municípios, mas não tivemos resposta até o fechamento da matéria. Municípios da Região Norte: Campo Alegre de Lourdes, Canudos, Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé, Sobradinho e Uauá.


Iana Lima- Jornalista

Foto divulgação Gov.Ba

Comente e Compartilhe!