Com Alckmin fora do PSDB, caminho para chapa Lula-Alckmin começa a ser trilhado



O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin publicou ontem (15), nas suas redes sociais a carta de desfiliação que entregou ao diretório municipal do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Alckmin foi um dos fundadores do PSDB, e possivelmente deve se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), mas isso só deve acontecer no próximo ano.


Na carta, Alckmin frisou que “é um novo tempo! É tempo de mudança! Nesses mais de 33 anos e meio de trajetória no PSDB procurei dar o melhor de mim. Um soldado sempre pronto para combater o bom combate com entusiasmo e lealdade. Agora, chegou a hora da despedida. Hora de traçar um novo caminho".


Os comentários na postagem feita pelo ex-tucano, mesclam entre “Nosso próximo vice-presidente da República” e “Não se junte com PT”. O PSB já esteve fazendo pesquisa com o nome do ex-governador atrelado ao partido, e até como vice de Lula. Alckmin já afirmou que se sentia “honrado” com a hipótese de ser vice do petista nas próximas eleições presidências.