Colunas políticas avaliam cenário das candidaturas ao governo da Bahia e apontam declínio

O candidato do PT não estaria evoluindo nas pesquisas no oeste e extremo sul do estado

De acordo com a coluna Alô Alô do Correio24horas, as campanhas de dois candidatos ao governo do estado da Bahia estão em declínio. Segundo o periódico, a cúpula do PT baiano “já jogou a toalha para qualquer possibilidade de crescimento do candidato a governador Jerônimo Rodrigues nas regiões Oeste e Extremo Sul da Bahia”.


Os motivos citados na coluna, seria “a consolidação do favoritismo de ACM Neto e a falta de progresso do ex-secretário da Educação nas duas localidades”, os líderes inclusive teriam admitido que a situação “dificilmente será revertida e, com isso, não devem mais priorizar atos de campanha nas regiões”.


De acordo com pesquisas internas, o desempenho de Jerônimo em ambas as localidades é abaixo da média e que no Extremo Sul é ainda pior. As regiões seriam dominadas pelo vice-governador João Leão PP candidato a deputado federal e seu filho o deputado federal Kaká Leão PP candidato ao Senado na chapa de ACM Neto. Segundo a coluna Acesse Política, pai e filho estariam fechados com maioria das lideranças além dos prefeitos e prefeitas dessas regiões.


Outra avaliação seria a respeito do candidato ao governo pelo PL, o deputado federal João Roma. Segundo a coluna Alô Alô Política, a candidatura de Roma estaria “se diluindo”. A coluna cita aa baixa aparição do candidato nas inserções da propaganda eleitoral de rádio e TV, “o ex-ministro tem apenas três inserções por dia em meio às 140 que são veiculadas diariamente nos meios de comunicação”. Ainda segundo o periódico, o deputado bolsonarista não teria sustentação política, e que os eventos contam apenas "com as pessoas da própria campanha".


Da Redação.