Ciro diz que vai ao segundo turno com Lula e recusa apoio de Bolsonaro


O candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, disse nesta terça-feira (20) que estará no segundo turno das eleições com o petista Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita durante convenção da Associação Brasileira de Supermercados, em Campinas.


Ele ainda demonstrou confiança em ganhar as eleições. “A minha dúvida é se vou ganhar no primeiro turno ou não. Eu sei que é meio improvável, mas vou me esforçar para ganhar no primeiro turno”, disse.


Ao ser questionado se teria o apoio de Bolsonaro num eventual segundo turno, Ciro respondeu: “Deus me livre e guarde”.



O candidato do PDT confirmou que participará dos próximos dois debates na TV, antes do primeiro turno, para tentar subir nas pesquisas de intenção de voto.


Ciro também foi sabatinado durante o evento. Ele defendeu a reforma tributária, a renegociação de dívidas da população mais pobre e um novo modelo de desenvolvimento nacional.


O presidenciável afirmou que o Brasil precisa de mais contratos multilaterais e que a atual política externa “transformou o Brasil num pária internacional”.



Da Redação com informações da CNN