Chuvas: considerando o ‘pior desastre natural da Bahia’, o Estado recebe 3 ministros nesta terça

Diversos Estados enviaram profissionais, mantimentos, aeronaves e embarcações para ajudar os atingidos.

A Bahia registra 116 municípios afetados e 100 já decretaram estado de emergência causadas pelas fortes chuvas das últimas semanas. Para verificarem as áreas mais atingidas, nesta terça-feira (28), os ministros João Roma da Cidadania, Rogério Marinho do Desenvolvimento Regional e, Marcelo Queiroga da Saúde sobrevoam as regiões.


Os ministros, logo após as visitas nas áreas, farão uma entrevista coletiva na cidade de Ilhéus, sul da Bahia, onde foi instalado no último (sábado), uma base de apoio para otimizar as ações de atendimento a todas as localidades. O ministro da Saúde, destacou que “estamos juntos para dar toda a atenção ao povo baiano, que sofre com essa enchente, que é uma catástrofe, um desastre; vamos trabalhar juntos”, referindo-se ao governo do Estado e o Federal.


A ajuda do Governo Federal inclui combustível e aeronaves para auxiliar nos resgates, além de reforços de equipes de Políciais Militares, de Corpo de Bombeiros Militares, de integrantes da Secretaria Nacional de Defesa Civil, da Superintendência Estadual de Defesa Civil e da Polícia Rodoviária Federal, que enviaram aeronaves e agentes no domingo (26). Os estados que já enviaram bombeiros para ajudarem nos resgates são do Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Norte, Maranhão, Paraíba e Sergipe. Diversos Estados estão enviando mantimentos, barcos, aeronaves e pessoal especializado neste tipo de desastre ambiental.


As ações e maior preocupação do Estado, nesta terça (28), são para se retirar as pessoas que ainda se encontram em áreas de risco. E, para aumentar o transporte dessa população mais vulnerável foram disponibilizados vinte viaturas, 10 aeronaves, 20 embarcações, além de botes, todos mobilizados nos salvamentos.






Comente e Compartilhe!