Chuva provoca transtornos em diversos pontos de Petrolina neste final de semana



Os últimos dias foram marcados por fortes chuvas no Sertão Pernambucano. Em Petrolina, os moradores enfrentam transtornos e alagamentos. A chuva começou na véspera de Natal (24) e seguiu na madrugada desta terça-feira (27). No bairro Santa Luzia, a água invadiu algumas casas. Já no bairro Padre Cícero, a rua Condor ficou alagada e a água não escoava. No bairro São Gonçalo, os moradores ficaram ilhados e a água também invadiu as casas.


O volume de 103 mm de chuva trouxe alertas para a população, com ruas intransitáveis e alagamentos. O bairro Padre Cícero, por exemplo, está encoberto de muita lama. No bairro Dom Avelar, a lagoa do local transbordou, causando diversos transtornos. O nível da água subiu tanto que quase encobriu as residências.


Na BR 407, entre o Jardim Amazonas e a Cohab Massangano estava difícil o acesso de carro, porque o nível da água subiu muito. A entrada do bairro Portal da Cidade impediu o acesso no bairro por causa dos alagamentos.


As Avenidas como a Clementino Coelho e Cardoso de Sá também acumularam muita água. Na rotatória do viaduto dos Barranqueiros, a água encobriu a pista.


De acordo com a prefeitura, os principais pontos afetados pela água foram os bairros Dom Avelar, Henrique Leite, Antônio Cassimiro, Jardim Petrópolis, Cacheado, Vale do Grande Rio, São Joaquim, Alto Cheiroso, São Gonçalo, Jatobá. A gestão municipal informou que nesses locais, a prefeitura já vinha realizando monitorando e realizando ações preventivas de limpeza com homens e máquinas.


A Defesa Civil informa que está intensificando as ações nos bairros mais críticos da cidade, mas alerta para a possibilidade de chuvas moderadas até sexta-feira (31). Por isso, a população deve redobrar o estado de atenção e, diante de situações de anormalidade e possíveis riscos, deve acionar imediatamente o órgão municipal, através do número 153, que funciona 24h ou pelo WhatsApp (87) 98106-7310.



Redação Cartaz da Cidade

Informações Ascom/PMP

Comente e compartilhe!