Caso Beatriz: suspeito é identificado e confessa assassinato



O suspeito de desferir 42 facadas na garota Beatriz Angélica Mota, dentro de um colégio particular de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, foi identificado pela Polícia Científica de Pernambuco e confessou o assassinato.


Segundo o laudo pericial, o DNA encontrado na faca, é de Marcelo da Silva de 40 anos, que está preso por outros crimes. Nesta terça (11), após ser ouvido por delegados, ele foi indiciado.


De acordo com informações do G1 Pernambuco, a TV Globo teve acesso ao laudo final do Caso Beatriz. Concluído na segunda (10), e enviado nesta terça (11) para a Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS) e ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE).


Marcelo da Silva, que está preso em Salgueiro, também no Sertão pernambucano. O documento não informa a motivação do crime.




Redação Cartaz da Cidade

Informações G1 Pernambuco

Comente e Compartilhe