CASO BEATRIZ: Reconstituição é iniciada no Colégio em que menina foi assassinada



A Polícia Civil iniciou na tarde desta terça-feira (8), a perícia criminal do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, local do assassinato da menina Beatriz Mota, de 7 anos, durante uma festa de formatura em dezembro de 2015. Os trabalhos de reconstituição, nas partes interna e externa do colégio, contam com figurantes na cena do crime, fotos, uso de drones, além de outras provas.


Para a execução da reprodução simulada, algumas ruas do centro de Petrolina, nas imediações do colégio, foram interditadas para a passagem de carros e pedestres. De acordo com a AMMPLA, durante esse trabalho da PCPE haverá interdições parciais nas vias do entorno do colégio. Agentes de trânsito da autarquia também estarão presentes no local, para coordenar o trânsito e evitar acidentes. As intervenções acontecem de acordo com a demanda da Polícia e ainda não há previsão da liberação total das vias.




Redação Cartaz da Cidade

Comente e compartilhe!