top of page

Caso Beatriz: Defesa tenta adiar audiência pela segunda vez e justiça nega



A Justiça negou o pedido de adiamento da segunda audiência de instrução e julgamento do acusado de assassinar a menina Beatriz Angélica Mota, de 7 anos, em Petrolina. A solicitação havia sido feita pelo advogado de Marcelo da Silva, 40. O réu permanece preso preventivamente no Presídio de Igarassu, no Grande Recife.


O advogado Rafael Nunes, que representa o réu, alegou à Justiça que irá participar de outras audiências, em datas próximas, impedindo o deslocamento dele para Petrolina no dia 15 de dezembro. Mas a juíza Elane Brandão Ribeiro, titular da Comarca de Petrolina, não aceitou a mudança da data e propôs que ele participe por meio de videoconferência.


Desta forma, a audiência de instrução e julgamento está mantida para o próximo dia 15 dezembro, a partir das 9h.





Com informações do Blog Carlos Britto

bottom of page