Casa de show de Petrolina anuncia retorno após 21 meses sem funcionar, devido à pandemia da Covid-19


A organização da casa de shows Zé Matuto, em Petrolina-PE confirmou ao Cartaz da Cidade, nesta segunda-feira (6), o retorno das atividades após um ano e nove meses sem eventos, devido à pandemia da Covid-19.


Com 6 anos de existência (contando o período pandêmico), o espaço interrompeu suas atividades presenciais em março de 2020, para retomar agora, com datas confirmadas para os próximos dias 10 e 11 de dezembro. Com a obrigatoriedade do uso de máscaras e de apresentação de comprovante de vacinação. "Com responsabilidade e compromisso, podemos voltar a fazer a alegria das pessoas", disse o diretor da Zé Matuto e importante músico da cena petrolinense, Elisson Castro.


Marcando os primeiros shows, à volta do espaço que tem marca registrada o Forró Pé de serra, o sanfoneiro Tarsício do Acordeon fará a reabertura na sexta-feira (10) e no sábado (11), às 20h, o comediante Zé Lezin se apresentará com o espetáculo “Peru do Zé”.


Petrolina é uma cidade que funciona por meio do agronegócio, atraindo turistas de vários lugares do Brasil e do mundo. Tem como marca registrada as relações humanas com destaque para a sua vida cultural. Com a pandemia interferindo e interrompendo esses dois elementos, os artistas e trabalhadores do entretenimento passaram por muitas dificuldades.


Segundo Elisson, cerca de duzentas profissionais trabalham para realizar um evento para três mil pessoas de público, entre holdings, músicos, equipe de bar, segurança, limpeza, equipe de som e etc. “Pra se ter uma ideia, já chegamos a hospedar 101 pessoas em um forró das antigas com as bandas Mastruz com Leite, Limão com Mel e Magníficos. Essa parada foi um baque para toda cadeia produtiva na cidade”, lamenta o músico.


O diretor destaca que todos os cuidados sanitários estão sendo realizados e a casa exigirá comprovante de vacinação ao público presente. “As pessoas que ainda não tiverem tomado a segunda dose, precisarão realizar exame no dia do evento, para isso um laboratório irá realizar os testes de Covid-19 para quem não comprovar a vacinação, e só será liberada sua entrada mediante a comprovação de que não tem o vírus", explica.