Sessões da Câmara de Juazeiro vira palanque e 'guerra de egos'



Desordem e confusão são adjetivos que descrevem com propriedade as duas últimas sessões da Câmara de Vereadores de Juazeiro. A tribuna que deveria tratar de assuntos fundamentais para o futuro da cidade, está sendo usada como palanque para 'guerras de ego', com interrupções constantes.


É uma frequente quebra de decoro parlamentar. Sucessivamente podemos observar nossos edis desatentos á pautas importantes enquanto seus colegas estão discursando.


Prova da displicência dos vereadores foi a sessão ordinária desta terça-feira (31), com três projetos de lei e uma ementa, pautas relevantes para o município onde o destaque foram os ataques entre si. Tal situação incomoda não só ao público presente, internautas que acompanham a sessão como os próprios parlamentares que constantemente pedem silêncio aos colegas e ordem à mesa diretora.


Na reunião ordinária desta quarta-feira (01) Mitú do Sindicato (PCdoB) finalizou sua fala na Tribuna questionando a postura de seus colegas. “Pelo amor de Deus, está chato! Como pedimos respeito à plateia sem nos darmos respeito?”, salientou. O vereador Bené Marques (PSDB), também reclamou da situação, “queria pedir silêncio, está muita zoada aqui na Câmara".




Da Redação.