Câmara aprova em segundo turno texto-base da PEC dos Precatórios


Por 323 votos a 172, a PEC foi aprovada


Após quase 13 horas de sessão, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (09) em segundo turno, por 323 votos a 172, o texto base da PEC 23 (Proposta de Emenda à Constituição), conhecida como PEC dos Precatórios.


A proposta abre espaço fiscal de R$ 91,6 bilhões no orçamento federal e viabiliza o Programa Auxílio Brasil. O novo programa social, que substituirá o Bolsa Família, prevê o pagamento de R$ 400 para cerca de 17 milhões de beneficiários até o fim de 2022.



Marcada pela disputa voto a voto na Câmara entre a base do governo e a oposição, a PEC ainda precisa passar pelo Senado.


Na semana passada, ela já havia sido aprovada por uma margem apertada, de apenas 312 dos 308 votos necessários, apesar dos esforços do governo e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).


APLB Juazeiro


A APLB Sindicato - Juazeiro, através do diretor do Sindicato Gilmar Nery, se pronunciou por meio de nota da assessoria de comunicação do sindicato nesta terça-feira (09) com relação à PEC.


“Organizada e comandada pelo deputado Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados a PEC do calote vai ser votada mais uma vez e nós, juntamente com entidades representativas estamos atentos para mobilização de todos os trabalhadores da educação, principalmente os da Bahia, a Frente Parlamentar em Defesa dos Precatórios e a Frente Norte-Nordeste pelos Precatórios. Estamos ligando para os deputados e suas bancadas no sentido de pedir que não votem nessa PEC que é um verdadeiro calote e uma ameaça ao teto de gastos do governo. A APLB Sindicato em Juazeiro está fazendo sua parte e já tivemos contato com deputados da nossa região para que possam atender à solicitação dos trabalhadores em educação e derrubar de vez com essa proposta”, ressalta o diretor sindical regional Gilmar Nery.


Da Redação

Com informações da TV Câmara , Política Livre

Comente e Compartilhe!