Caixa pra Elas registra 21 milhões de acessos nos primeiros 30 dias



O programa Caixa pra Elas, da Caixa Econômica Federal (CEF), registrou 21 milhões de acessos nos primeiros 30 dias. Nesse período, o banco registrou crescimento de 60% em vendas de cartão de crédito para mulheres, além de contabilizar seis vezes mais microcrédito para o público feminino quando comparado ao mês anterior.


O balanço foi divulgado hoje (16) pela vice-presidente de Negócios e Varejo da Caixa, Thays Cintra Vieira. Em entrevista ao Repórter Nacional, da Rádio Nacional, ela lembrou que a proposta do banco é reconhecer, apoiar e incentivar o protagonismo feminino. “A gente vê hoje que a mulher, cada vez mais, busca a sua independência financeira”.


“Não buscamos somente ofertar produtos pra elas, nós mostramos como ela pode abrir um CNPJ, por exemplo, fazer cursos de educação financeira. Aquela mulher que hoje tem um negócio pequeno, é uma boleira ou faz festa de aniversário, a gente mostrou que ela pode ter o seu CNPJ, pode aprender um pouco sobre como empreender e a gente traz o crédito na sequência”, explica.

Thays lembrou que, uma vez que a mulher consegue o CNPJ da própria empresa, como microempreendedora, ela passa a ter acesso a crédito de forma mais fácil e a valores muito maiores. A Caixa, segundo a vice-presidente de Negócios e Varejo, aparece nesse cenário como uma espécie de rampa para o crescimento.


“Temos hoje créditos para aquela empreendedora ainda informal, que pode pegar R$ 1 mil ou R$ 3 mil. Com esse crédito, ela já investe no negócio dela. Uma manicure que queira comprar mais insumos, esmalte, ferramentas. Aumenta a clientela, cresce o negócio, ela tem mais necessidade de crédito e a gente passa a ter uma linha de crédito com valor maior”, disse.





Com informações de Agência Brasil