Caiu em golpe da Internet? Saiba como se proteger





Durante a pandemia da Covid-19 o número de golpes aplicados pela internet aumentou expressivamente. Segundo o Serasa Experian, a cada oito segundos, um brasileiro sofre uma tentativa de fraude.


O empresário Waldir Junior, teve sua conta de uma rede social invadida no final de janeiro deste ano, ele tentou acessar a rede social da empresa e não teve sucesso. Vasculhando o e-mail, aberto no celular, percebeu uma mensagem estranha recebida do próprio Instagram: o endereço eletrônico da conta na rede social foi trocado para um endereço desconhecido.


"Clonaram meu chip e invadiram meu Instagram, com o acesso a nossa conta, passaram a anunciar produtos comercializados na loja com preços abaixo do mercado. Em contato com a rede social não conseguimos resgatar nosso perfil", relata Waldir, explicando que só conseguiu recuperar a conta após quatro dias da invasão, através da contratação de uma empresa especializada.


Nestes casos, o Instagram diz que trabalha de forma contínua na implementação de recursos capazes de barrar o acesso de hackers as contas de terceiros. A rede social também informa, caso não seja possível resgatar a senha pelos meios disponibilizados e que podem ser consultados na Central de Ajuda para contas invadidas, como a reversão do e-mail alterado para o original, o suporte deve ser acionado.


Os criminosos inventam um truque novo a cada semana, o advogado e pesquisador em direito na sociedade da informação pela FMU/SP, Devanildo Souza nos explica como evitar fraudes em compras online e o que fazer caso seja vítima de golpes.


Confira a seguir como se proteger dos golpes




Reportagem: Lidiane Cavalcante

Imagens: Natan Ferreira