Brasileira, Ana Marcela Cunha, é bicampeã mundial dos 5km das águas abertas


A brasileira, Ana Marcela Cunha, conquistou na última segunda-feira (27) medalha de ouro na prova dos 5km das águas abertas do Campeonato Mundial, que está sendo realizado em Budapeste, na Hungria. Essa é a 13ª medalha conquistada pela atleta durante a sua participação na história da competição. Em 2019, Ana Marcela conquistou também medalha de ouro. Em entrevista ao Globo Esporte, a bicampeã mundial destacou a importância da saúde mental na realização da prova. "Por incrível que pareça, o lado mental é muito importante, estava muito forte de cabeça. A prova de hoje é rápida em relação ao que eu estou acostumada. Eu acho que a experiência traz um sangue frio de fazer uma prova tranquila, eu assumi a frente e consegui levar até o final. Não era exatamente o que meu técnico pediu, mas tive que tomar decisões durante a prova. Sai com essa medalha, foi bastante cabeça e frieza.", pontuou a brasileira.



Com o título conquistado esta semana, contabiliza seis ouros(5km em 2019/22 e 25km em 2011/15/17/19), duas pratas(por equipes e nos 10km em 2013) e cinco bronzes (5km em 2010/13/17 e 10km em 2015/17) para a somatória de vitórias alcançadas por Ana Marcela. Aqui vale pontuar que a medalha de bronze em 2010 foi em um Campeonato Mundial só de águas abertas (competição já extinta), enquanto todos os outros pódios foram no Mundial de esportes aquáticos. A atleta brasileira ainda pode aumentar o número de vitórias, visto que competirá os 10km, distância que é sua prioridade, na quarta-feira(29). E nos 25km, na qual já tem o tetracampeonato da prova, que será na quinta-feira(30).




As mulheres brasileiras já tinham conseguido grandes resultados na piscina, na primeira semana do Mundial de Esportes Aquáticos. Foram seis finais, recorde histórico para elas, exatamente com Vivivane Jungblut como destaque, em sétimo nos 1500m e oitavo nos 800m.



Da Redação com informações do GE

Imagem: Divulgação/GE