Brasil sem folia de rua: Carnaval é cancelado na maioria das capitais

Para controlar uma nova onda de contaminação da Covid-19 e de gripe, prefeitos e governadores estão cancelando as festas

Mais um ano sem as tradicionais marchinhas, sem os trios elétricos nas avenidas e sem as fantasias dos bailes. O Carnaval do Brasil é uma das maiores festas populares, e que atrai turistas de todas as partes do mundo movimentando setores como hotelaria, serviços e comércio. Devido ao aumento de casos da Covid-19 e de gripe, a maioria das cidades estão cancelando as festas de rua.


Salvador, Recife, São Paulo, Olinda, Rio de Janeiro, Florianópolis, Cuiabá, Teresina, São Luís e Maceió já confirmaram a não realização da festa. Na cidade de Juazeiro, norte da Bahia, a prefeitura cancelou a folia já no mês de dezembro. A prefeita da cidade, Suzana Ramos (PSDB) afirmou que o dinheiro que seria destinado para a montagem da festa será usado para comprar ambulâncias e para área de infraestrutura. No Rio e em São Paulo as festas das escolas de samba na marques da Sapucaí e no Sambódromo estão mantidas.


Em Salvador e Olinda, o Carnaval será realizado em ambientes privados. Com ingressos custando de R$2.490,00 a R$3.090,00, um tradicional camarote de Salvador terá em sua grade de atrações Jorge e Mateus, Ivete Sangalo, Léo Santana, Alok, Bell Marques e Banda Eva. O local escolhido para a festa foi a área externa do Centro de Convenções.


Na capital baiana outros pontos terão festas fechadas. Um hotel e a Arena Fonte Nova estão cotados para receber vários artistas de diferentes estilos músicas como Zé Vaqueiro, Saulo, Timbalada e Sorriso Maroto. Além do aumento dos casos de Covid-19, Salvador vive um surto de H3N2, e o prefeito Bruno Reis (DEM) justificou o cancelamento da festa de rua por conta dos grandes números de infectados. Além do Carnaval, o prefeito também anunciou o cancelamento da tradicional Lavagem do Bonfim, marcada para acontecer no dia 13.


Já os blocos afros, que geralmente desfilam no circuito Campo Grande ou no ‘Batatinha’ (Pelourinho) ainda não anunciaram se estarão fazendo festas em ambientes fechados. A banda Olodum realizou na última terça-feira (4), a sua tradicional ‘benção’ no largo do Pelourinho. O Ilê Aiyê vinha realizando seus ensaios em sua sede, no bairro do Curuzu, mas não anunciou as programações para o Carnaval de 2022.