Brasil: o país é um dos maiores em desigualdade social


Segundo, estudo do Laboratório de Desigualdades Mundiais publicado mundialmente nesta terça-feira (7), e o Brasil mantém-se como um dos países com maior desigualdade social e de renda. O documento incluí os impactos da pandemia COVID-19, onde as discrepâncias ficaram ainda mais acentuadas em relação as riquezas globais.


Conforme o estudo as diferenças das rendas salariais diminuíram desde 2000, devido ao Programa Bolsa Família (atualmente Auxílio Brasil) implantado pelo Governo Federal. Em relação aos níveis extremos de desigualdade patrimonial continuaram aumentando desde os anos 90.


O relatório ainda destaca os quatro maiores pontos da desigualdade no país, como os 10% mais ricos ganham 58,6% da renda nacional; os 50% mais pobres ganham 29 vezes menos que os mais ricos; a metade mais pobre possui somente um 1% da riqueza enquanto 1% dos mais ricos possui quase a metade da riqueza patrimonial do Brasil.


Redação Cartaz da Cidade

Fonte BBC

Comente e Compartilhe