Brasil bate Itália e fica a um jogo do inédito título mundial de vôlei



Seleção encara a Sérvia na grande final no sábado (15), às 15h

A seleção brasileira despachou a Itália por 3 sets 1 nesta quinta-feira (13) e ficou a apenas um jogo de conquistar o título inédito no Mundial de Vôlei Feminino. A final será contra a atual campeã Sérvia, invicta na competição. O duelo será no sábado (15), às 15h (horário de Brasília), em Apeeldorn (Holanda). Lá se vão 12 anos desde a última vez que o Brasil chegou à final. Na ocasião o país foi prata ao ser superado pela Rússia, mesmo algoz da edição anterior (2006). A seleção foi bronze em 2014 e vice-campeã em 1994, ao perder para Cuba.


O triunfo sobre Itália, considerada favorita ao título, teve valor para lá de especial para a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães. Em julho, as rivais foram campeãs da Liga das Nações, ao ganharem do Brasil na final. A derrota das italianas na semifinal hoje (13) foi a segunda diante da seleção nesta edição do Mundial; na primeira fase elas já haviam perdido por 3 sets a 0.


A capitã Gabi segue voando em quadra: a ponteira marcou 20 pontos. Também no ataque, Lorenne fez outros 14. Já nos bloqueios, quem brilhou foi Carolana, com 17 pontos. Do lado adversário, a melhor performance foi de Paola Egonu: 30 pontos.


A seleção brasileira disputa o Mundial com as levantadoras Macris e Roberta, as opostas Kisy e Lorenne, as ponteiras Gabi, Rosamaria, Pri Daroit e Tainara, as centrais Carol, Carol Gattaz, Julia Kudiess e Lorena, as líberos Nyeme e Natinha.





Com informações de Agência Brasil