Bombeiros alertam para aumento de riscos de afogamentos


Nesta semana foi registrado uma morte de banhista. A orientação é para que as pessoas redobrarem os cuidados e a atenção.


O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia faz um alerta importante neste verão, principalmente com o aumento do nível de água no Rio São Francisco. E, com isso, as pessoas tendem a ir se banhar nas águas do "velho chico", o que faz crescer o risco de afogamentos.


“Se ingerir bebida alcóolica não entre na água, não tome banho ou permaneça em locais próximos a embarcações. Não participe de brincadeiras perigosas na água, e nunca nade sozinho, nem entre em local desconhecido”, alerta o Capitão Wagner Queiroz, chefe da Seção de Planejamento Operacional do 9º Grupamento de Bombeiros Militar – CBMBA.



Segundo informações do Corpo de Bombeiros, em 2021 foram registrados sete mortes por afogamentos em Juazeiro, a maioria das vítimas são pessoas do sexo masculino. Os locais de grande risco são a região da Ilha de Nossa Senhora, a Orla II (próximo à Marinha do Brasil) e a Ilha do Fogo. Com profundidades diferenciadas, esses locais têm pontos perigosos para a prática.


Queiroz explica que não se deve entrar na água após refeições pesadas. “Se não for seguro para você não tente ajudar nadando a quem estiver se afogando, pois você poderá tornar mais uma vítima de afogamento. Tente jogar um objeto flutuante ou uma corda”, recomenda o Capitão, que orienta a sempre respeitarmos o nosso condicionamento físico.


Não mergulhar de cabeça; não saltar de locais elevados para dentro d’água; não se afastar da margem; se informar antes de entrar na água sobre a profundidade, correnteza e demais características do local, são alguns cuidados que se deve ter ao nadar.






Em caso de emergência, ligue para o Corpo de Bombeiros Militar, que atende no 193.






Imagens: Natan Ferreira