Bolsonaro diz que Petrobras vai reduzir preço dos combustíveis “com toda certeza”



Após criticar mais uma vez à Petrobras por ter anunciado o reajuste dos combustíveis antes da aprovação, pelo Congresso, das mudanças no ICMS sobre diesel e gás de cozinha, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou, durante cerimônia no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (15), que a estatal “com toda a certeza” vai sim, reduzir o preço dos produtos diante da queda na cotação de petróleo no mercado internacional.


“Estamos tendo notícia de que nos últimos dias o preço do petróleo lá fora tem caído bastante. A gente espera que a Petrobras acompanhe a queda de preço lá fora. Com toda certeza fará isso daí”, disse o chefe do Executivo .


Bolsonaro alfinetou: “Espero que nossa querida Petrobras, que teve muita sensibilidade ao não nos dar um dia, para anunciar o aumento, ela retorne, como na semana passada, o preço do combustível no Brasil.”


A Petrobras anunciou na quinta-feira (10) um grande aumento de 24,9% no diesel e de 18,8% na gasolina. Após a cotação do barril de petróleo chegar aos US$ 140, segundo aumento este ano.


A divulgação desse reajuste aconteceu no mesmo dia da votação do pacote tributário para tentar conter os preços de combustíveis.


Atualmente, essa pressão exercida pela cotação do barril de petróleo se inverteu. O aumento de casos de Covid-19 na China, que ameaça as perspectivas de crescimento da segunda maior economia do mundo, e as negociações de cessar-fogo entre a Rússia e Ucrânia derrubaram o preço abaixo de US$ 100 nesta terça-feira (15).



Redação Cartaz da Cidade