Bolsonaro desafia Alexandre de Moraes a prendê-lo e cassá-lo por desconfiar de sistema de votação



Nesta segunda-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a desafiar o ministro Alexandre de Moraes: “Há poucas semanas o Alexandre de Moraes falou que quem desconfiar do processo eleitoral vai ser cassado e preso. Ô, Alexandre, eu estou desconfiado. Vai me prender? Vai cassar meu registro?”.


Antes, o presidente havia repetido críticas ao sistema eleitoral. “O grande problema que a gente tem é o Tribunal Superior Eleitoral. Virou lá um grupo fechado, TSE futebol clube”, provocou.


Em outubro passado, ao barrar uma ação que queria cassar a chapa Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão, Alexandre de Moraes –que vai presidir o TSE durante as eleições– disse que não iria tolerar a repetição da prática de disseminação de notícias falsas no pleito de 2022 e alertou que a conduta, se ocorrer, poderá levar à prisão dos envolvidos e à cassação do registro da candidatura dos envolvidos. Na ocasião, Moraes não citou Bolsonaro.


Redação Cartaz da Cidade (S)