Bolsonaro chega à Moscou; Rússia retira parte das tropas da fronteira com a Ucrânia




O Ministério da Defesa russo anunciou, nesta terça-feira (15), que algumas tropas que estavam na fronteira com a Ucrânia estão retornando às suas bases depois de completar os exercícios – uma medida que pode diminuir os atritos entre Moscou e o Ocidente. Ao mesmo tempo, a Rússia mantém as manobras militares em Belarus, país vizinho da Ucrânia, que devem prosseguir até 20 de fevereiro.


Ainda, dentro do avião e sobrevoando o espaço aéreo russo, o presidente Jair Bolsonaro (PL), postou em suas redes sociais uma imagem de um telejornal onde anunciava o retorno das tropas russas da fronteira com a Ucrânia. Bolsonaro desembarcou há pouco em Moscou para o encontro amanhã (16) com o presidente russo, Vladimir Putin.



O foco da viagem é a crise dos fertilizantes. O Itamaraty orientou o presidente a não comentar a crise envolvendo a Ucrânia, a não ser se provocado por Putin. Em seguida, o presidente brasileiro segue para Budapeste, capital da Hungria, onde deve se reunir com o primeiro-ministro Viktor Orbán, nacionalista de extrema-direita.




Da Redação Cartaz da Cidade

Com informações CNN/UOL

Comente e Compartilhe