Bahia lidera ranking de desemprego no primeiro trimestre de 2022



A Bahia registrou o maior índice de desocupação do país nos três primeiros meses de 2022. Com 17,3%, o estado ficou acima da média nacional, que registrou o índice 11,1% no mesmo período. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (13).


Entre janeiro e março de 2022, a Bahia somava 1,250 milhão de pessoas procurando trabalho (desocupadas ou desempregadas). Apesar de registrar o maior índice do país, a desocupação no estado foi a menor já registrada em um primeiro trimestre desde 2016, quando o estado registrou 15,7%. Com relação ao quarto trimestre de 2021, a Bahia se manteve estável, com uma diferença de 0,3 ponto percentual.


Houve estabilidade no índice nacional e em 26 das 27 unidades federativas do país. O único estado que registrou queda no país, foi o Amapá, que recuou 3,3 pontos percentuais, passando de 17,5% no quarto trimestre de 2021 para 14,2% no primeiro trimestre deste ano.


Acompanham a Bahia no ranking de desemprego, os estados de Pernambuco, com 17,0%, e do Rio de Janeiro, com 14,9%. Segundo o IBGE, a região do Nordeste (14,9%) se manteve com o maior índice ao longo de todos os trimestres analisados. Já o Sul apresentou o menor índice 6,5%.


O rendimento médio real do trabalhador no país foi de R$ 2.548 no no período. A média representa um crescimento de 1,5% em relação ao último trimestre de 2021. Já no Nordeste, a média foi de R$ 1.985.


Com informações do Blog Opará