Bahia: Justiça proíbe Rui Costa de divulgar pesquisa sem registro



O desembargador do Tribunal Regional Eleitoral na Bahia, Vicente Oliva Buratto, decidiu a favor do pedido feito pelo partido União Brasil para que seja retirado do ar, em caráter de urgência, o trecho de uma entrevista em que o governador Rui Costa (PT) cita uma suposta pesquisa onde o candidato petista Jerônimo Rodrigues estaria disparando nas intenções de votos em relação a outros candidatos. A decisão foi publicada nesta terça-feira (19).


Na entrevista concedida a uma rádio, o governador chegou a citar percentuais em que o nome do candidato vinculado ao seu e ao do ex-presidente Lula o colocava em destaque nas intenções de votos. No pedido da tutela de urgência o partido pontua ainda que outros sites e veículos de comunicação acabaram repercutindo os dados divulgados por Rui Costa. Um deles chegou a incluir na matéria o vídeo com parte das declarações.


Na decisão o desembargador determinou a imediata suspensão da divulgação de trecho da entrevista em questão já que a suposta pesquisa não detém regular registro junto a Justiça Eleitoral. A decisão proferida nesta terça-feira (19) estabelece ainda a supressão das notícias publicadas. Os veículos que não cumprirem a decisão, deverão arcar com pena de pagamento de multa diária no valor de R$5.000,00 (cinco mil reais).


O desembargador determinou ainda a citação dos citados para, querendo, apresentarem defesa no prazo legal. Decorrido o prazo, com ou sem resposta, remetam-se os autos ao representante do Ministério Público Eleitoral.



Com informações Política Livre (s)