Arnold Oliveira, pré-candidato a deputado estadual pelo PL, apoia movimento dos professores

Atualizado: 12 de abr.

“Todos os municípios, inclusive o vizinho, Petrolina, já cumpriram essa paridade”. Diz Arnold Oliveira (PL) sobre reajuste do piso salarial não concedido em Juazeiro-BA.

Foto: Wescley/Cartaz da Cidade

Nesta segunda-feira (11), professores e aposentados se reuniram em frente ao Instituto de Previdência de Juazeiro. A movimentação foi contra a decisão da Prefeitura de conceder apenas 11%, mesmo após o Governo Federal ter feito uma correção de 33,24% no salário da categoria.


Segundo o pré-candidato a deputado estadual pelo PL, Arnold Oliveira, todos os municípios já cumpriram e obedeceram à paridade concedida pelo Governo Federal, exceto Juazeiro. Por isso, a movimentação contou também com seu apoio a favor da classe trabalhadora da educação. “Hoje os professores conseguiram do Governo Federal esse aumento de mais de 30% e a prefeitura não repassou integralmente esse reajuste merecido”, disse o pré-candidato.


Segundo Arnold, essa decisão, aos seus olhos injusta, pode ter um impacto negativo na educação da região, refletindo em aspectos como o desenvolvimento humano, por exemplo. Mas, é uma situação que pode ser revertida com as pressões dos profissionais da educação nos governos estaduais e municipais, já que o Governo Federal já entrou com uma parcela significativa de recursos.





Flávia Santos