Ararinha-azul é encontrada morta em Curaçá (BA)



Uma das ararinhas-azuis que nasceram em viveiro e foram soltas em Curaçá (BA), foi encontrada morta este mês após ser predada por um gavião-pernilongo. A informação foi divulgada na ultima quarta-feira (26), pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), mas não há detalhes sobre a data em que o animal foi achado.


Este é a segunda morte registrada na região. As oito ararinhas-azuis foram soltas em junho e uma delas morreu em setembro, segundo informações do projeto BlueSky Caatinga. De acordo com o projeto, a ave foi achada morta próxima ao recinto e tudo indica que ela tenha sido vítima de predação.


Conforme explica o ICMBio, a predação é um evento comum na natureza e, em casos de aves recém-introduzidas, as chances são maiores. A assessoria do ICMBio detalhou que a ave encontrada morta neste mês era fêmea e foi predada na Fazenda Concórdia. Ela estava com um bom estado de saúde e voava próximo aos locais de monitoramento do instituto.







Com informações de Notícias em Destaque