APLB: Educadores mantêm posição de só retornarem à sala de aula com imunização completa



Numa reunião virtual na última sexta-feira (06), dia em que se comemorou Dia Nacional dos Profissionais de Ensino com os trabalhadores da educação da rede estadual, a APLB-Sindicato orientou a categoria sobre o retorno às aulas presenciais e manteve a posição de que os trabalhadores só devem retornar após imunização completa.


De acordo com nota divulgada no site do Sindicato, Rui Oliveira, coordenador-geral da APLB, a vice-coordenadora da entidade, Marilene Betros, a diretora de Educação e o secretário-geral do sindicato, Arielma Galvão e Valdir Assis, esclareceram dúvidas dos educadores, reafirmando a posição da categoria contra a reabertura das escolas.


“A principal orientação da APLB é que todos se mantenham firmes na decisão de não retornar à sala de aula até que o governo garanta uma volta segura, com escolas estruturadas e ciclo de vacinação completo”, afirmou Marilene Betros segundo publicação no site.


A nota ainda informa que haverá uma reunião nesta segunda-feira (09), na governadoria, com os secretários, Jerônimo Rodrigues (Educação) e Luiz Caetano (Relações Institucionais). Rui Oliveira afirmou que durante encontro, a APLB reforçará esta decisão. O Sindicato também busca na justiça a manutenção das aulas remotas, sem prejuízos salariais para os professores, até que a situação seja contornada.


“Por que não esperar mais um mês, até que todos os professores estejam devidamente vacinados para retomar as aulas? Do jeito que está a categoria não vai voltar”, pontuou o coordenador geral.


Da Redação

Comente e Compartilhe!