Antigo gestor do IPJ terá que pagar multa e ressarcir os cofres públicos em mais de R$ 3 milhões



O antigo gestor do Instituto de Previdência de Juazeiro (BA) – IPJ, r. Antônio Carlos dos Santos, foi multado no valor de R$ 10 mil, e ainda vai ter que ressarcir, com recursos pessoais, os cofres públicos municipais R$ 3.340.552,61. As contas do IPJ, do exercício de 2020, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA).


O Processo nº08460e21 que teve como relator, o Conselheiro José Alfredo Rocha Dias, decidiu pela rejeição, e determinação de representação ao Ministério Público Estadual. Votaram com o relator, o Conselheiro Mário Sílvio Mendes Negromonte e o Conselheiro Substituto Ronaldo Nascimento de Sant’Anna. Estava presente no resultado parecer o Ministério Público de Contas, representado pela Procuradora-Geral, Dra. Camila Vasquez Gomes Negromonte.


Para mais informações sobre o processo, acessar o site do Tribunal de Contas do Estado da Bahia - TCM/BA, e confira o Diário Eletrônico de 30 de setembro.


Da Redação

Comente e Compartilhe!