Alerta: Vazão de 4.000 m³ por segundo em Sobradinho será mantida até 15 de fevereiro



O Rio São Francisco, um dos mais importantes do Brasil, registra a maior cheia dos últimos 14 anos. A vazão da Barragem de Sobradinho atingiu seu ápice de 4.000 m³ por segundo. Essa marca foi alcançada em medições diárias realizadas pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), e segundo a companhia será mantida até o dia 15 de fevereiro.


De acordo com a Defesa Civil de Juazeiro, o bairro Angari, situado abaixo do dique de proteção, já sofre com as inundações, desalojando seus moradores. Em Petrolina, até o momento, as áreas afetadas pela água estão nas travessias que dão acesso a Ilha do Rodeadouro e restaurantes na beira do rio.


A defesa Civil das duas cidades continua realizando o monitoramento do nível da água e "caso haja alguma mudança, seguiremos informando a nossa população através de mensagem SMS as alterações de vazão”, pontuou o secretário executivo de Defesa Civil de Petrolina, José Welton de Aquino.


De acordo com Aquino, a vazão máxima não deve extrapolar a calha principal do Rio São Francisco. “A situação hidrológica está sendo permanentemente avaliada, podendo haver alterações nos valores em função da evolução das chuvas e vazões na Bacia do Rio São Francisco”, explicou.


Qualquer emergência a população de Petrolina pode acionar a Defesa Civil pelos telefones 153 ou (87) 98106-7310 (whatsapp). Em Juazeiro, a comunidade poderá entrar em contato com a Defesa Civil, através do telefone (74) 9 9198-1233 (WhatsApp) ou com o Corpo de Bombeiros, por meio do 193.