Água tratada: União do Município e Estado leva água para a Casa Penal de Juazeiro



A Prefeitura Municipal, por meio do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), concluiu os trabalhos para levar água tratada ao Conjunto Penal de Juazeiro (CPJ), que após tantos anos, finalmente deixará de ser abastecido por carros-pipa. O momento é histórico e faz parte de um convênio entre a prefeitura e o governo do estado.


Nesta quinta-feira (28), finalmente foi feito o teste de rede e a água começou a chegar ao CPJ. “É um momento de muita emoção, vê a água jorrando, após muitos meses desse processo em reuniões com os nossos parceiros do governo do estado e todos os trâmites que envolveram essa grande operação, que marca um novo tempo, após tantas dificuldades, entre elas, os riscos da segurança da equipe do presídio que abria os portões, no mínimo 12 vezes por dia, para permitir a entrada dos carros-pipa. Essa era uma das prioridades da gestão Suzana Ramos”, ressalta a diretora-presidente do SAAE, Josilene Alixandre.


O diretor do Conjunto Penal de Juazeiro, Manoel Tadeu Menezes, comemorou a conclusão dos trabalhos. “Ter água fornecida por carro-pipa, implicava em 30 mil reais mensais investidos nisso. Por vezes o carro ainda quebrava, a quantidade muitas vezes não atendia a necessidade da unidade, fragilizando a nossa segurança. Problemas externos como fornecimento de água, de energia agrava ainda mais a tensão já existente no sistema prisional. Estamos muito gratos à equipe do SAAE, e ao governo do estado que não mediram esforços para mudar essa situação”, celebrou.


Água jorrando


O trabalho do setor de Projetos e Obras do SAAE foi realizado com celeridade, como explica a engenheira Vanda Rosado. “A implementação da ligação da rede foi feita dentro do cronograma estabelecido pela atual gestão e o trabalho ocorreu dentro do tempo esperado. Fizemos a extensão de rede da adutora até o presídio e finalmente o dia tão esperado chegou”, explicou a engenheira de Projetos e Obras.


Após a limpeza da rede, colocação de cloro, e todos os testes necessários, estrutura preparada, finalmente a água jorrou com força total, após 15 anos de dependência de carros-pipa. “É um marco estabelecido pela Prefeitura de Juazeiro, através do SAAE, e também, não podemos esquecer todo o empenho da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), para que este dia chegasse”, destacou o capitão Gilvan Barbosa, diretor adjunto do CPJ.


Com informações da Ascom SAAE/PMJ

Comente e Compartilhe!