Agrovale comemora 50 anos conciliando desenvolvimento e sustentabilidade ambiental



Com áreas de plantio de cana-de-açúcar totalmente irrigadas, sólidos avanços em preservação dos recursos ambientais e consumo consciente, a Agrovale completa, agora em setembro, 50 anos de existência com a marca da sustentabilidade e presença determinante no desenvolvimento social e econômico do Vale do São Francisco.

Considerada a maior produtora de açúcar, etanol e bioeletricidade da Bahia, a Agrovale, que começou em 1980, de forma pioneira com a primeira colheita de cana-de-açúcar irrigada no semiárido nordestino, vem se destacando também por uma série de projetos com foco no meio ambiente. Atitudes e ações que resultaram na conquista de um dos mais importantes reconhecimentos do setor bioenergético nacional: o prêmio MasterCana Brasil 2020 na categoria ‘Usina do Ano – Preservação Ambiental.

São exemplos da política de sustentabilidade da empresa, a emissão e comercialização de créditos de descarbonização, os CBIOs, através da certificação de produção e importação eficiente de biocombustíveis, o Renovabio.

A empresa foi certificada em novembro de 2019 e desde então vem implementando tecnologias que promovem a redução de emissões de CO2 por meio do aumento da capacidade de produção de biocombustíveis, no caso o etanol.

Parceria de instituições de pesquisas e entidades focadas no desenvolvimento ambiental, a exemplo da Univasf e IF Sertão, a Agrovale também se preocupa com a distribuição percentual das áreas de produção agrícola. A empresa tem 17.500 hectares plantados de cana-de-açúcar e mantém 52% de toda sua área territorial com a vegetação nativa preservada.


Com a criação, há 14 anos, do projeto Viveiro de Mudas Nativas são produzidas mudas para o repovoamento das espécies da flora nativa da caatinga. A Agrovale já doou mais de 370 mil mudas a exemplo de espécies como aroeira, ingázeiro, jatobá, umbuzeiro e caraibeira para 45 municípios dos estados nordestinos da Bahia, Pernambuco, Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte.

Doação da Palhada

Atualmente com 4. 700 empregados, a empresa que mais gera empregos na Bahia, também criou um programa que já é referência em toda região. É o projeto de doação da palhada (alimento animal volumoso decorrente da produção de cana-de-açúcar), que já beneficia 51 mil pequenos produtores rurais de 16 municípios da região.

Outra marca desses 50 anos é o apoio a projetos beneficentes, culturais, esportivos e a responsabilidade social da Agrovale.O selo Abrinq de 'Empresa Amiga da Criança', conquistado agora em setembro, pelo 22º ano consecutivo, é exemplo da contribuição na construção de um futuro melhor para crianças e adolescentes de Juazeiro e região.

De acordo com o vice-presidente da Agrovale, Denisson Flores, todos esses avanços na preservação da natureza são respostas objetivas a uma visão de sustentabilidade que considera os critérios ambientais, econômicos e sociais em todos os estágios dos processos industriais e agrícolas da empresa."Completar 50 anos conciliando desenvolvimento com sustentabilidade ambiental é para nós o melhor presente de aniversário", concluiu.





Com informações do Blog Ação Popular