"A médica deve ser responsabilizada", pedem amigas de mulher que teve órgãos perfurados em cirurgia


Os familiares e amigos da paciente Deliane Feitosa, internada há mais de um mês no Hospital Regional de Juazeiro, no norte da Bahia, estão em busca de Justiça. A luta ocorre desde que mulher teve órgãos, como o intestino grosso, perfurados durante a realização de um procedimento médico de raspagem da cavidade uterina, a "curetagem", na maternidade pública do município.


O Cartaz da Cidade conversou com amigas e com a mãe de Deliane. Elas pedem pela saúde da jovem e afirmam que a pessoa que realizou o procedimento com falha tem seguido com o seu cotidiano normalmente, sendo necessária a sua devida responsabilização. A paciente tem cinco filhos e, com a longa internação, a renda familiar está reduzida. Amigos e familiares têm auxiliado com os cuidados e compra de suprimentos para as crianças, mas pedem apoio à comunidade. Veja como ajudar na matéria completa:


Da Redação