70% da população mundial teve contato com vírus da herpes

Eliezer se tornou assunto entre os telespectadores do BBB 2022, nesta quinta-feira (10). O motivo para tamanha repercussão teve a ver com uma ferida que apareceu na região labial do brother.
BBB 2022: Suposta doença de Eliezer vira assunto nas redes sociais (Imagem: Reprodução / Globo)

Diante do fato do designer ser ficante de Maria, que por sua vez também fica com frequência com Linn da Quebrada, muitos internautas se mostraram preocupados com a possibilidade dele estar com herpes – o que seria um risco para os participantes. Como se não bastasse tudo isso, o integrante do time Pipoca, durante a última festa, ficou ainda com Natália, mesmo com a boca machucada.


De acordo com levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) o vírus da herpes que já entrou em contato com 70% da população mundial.


Apesar da mesma denominação, a herpes possui dois tipos de vírus que se espalham de formas diferentes. O tipo 1, que ocorre na região dos lábios e do rosto com a aparição de bolhas e vesículas, costuma ser transmitido através do beijo ou do compartilhamento de talheres e bebidas, pela saliva; já o tipo 2 surge na região genital, com transmissão através do contato sexual com uma pessoa infectada.


Embora o nome se confunda com o do órgão do sistema digestivo, o neurocirurgião Fernando Gomes explica a CNN Brasil que a vesícula, no caso da herpes, é uma pequena bolha contendo um líquido. O médico classificou como “tentadora” a vontade de estourar a ferida, mas alertou que o ferimento costuma secar naturalmente e, em uma ou duas semanas, deixar de existir.


“Acredita-se que a maior parte do primeiro contato [com o tipo 1] seja durante a infância, mesmo. Só que este é um vírus neurotrópico, ele fica dentro do nervo. De repente, quando você tem alguma situação diferente, que representa uma facilidade para o vírus se manifestar, a doença fica clinicamente visível”, explicou o médico, citando a alta exposição ao sol e o toque na boca como fatores que ajudam na expressão da herpes.




Redação Cartaz da Cidade

Comente e compartilhe!