2 de Julho: Cinco curiosidades sobre a Independência do Brasil na Bahia


O conflito foi muito importante para todo o país

Maria Quitéria, Maria Felipa e Joana Angélica se destacaram no século XIX nas lutas para vencer as tropas portuguesas

O 2 de Julho marcou o povo baiano na história do Brasil, e revelou grandes heróis e heroínas, como Joana Angélica, Maria Quitéria, Maria Filipa, Corneteiro Lopes, entre outros. Mas será que você sabe tudo sobre a Independência da Bahia?


Confira cinco curiosidades:


1. Muitos chamam a data de Independência do Brasil na Bahia


O 2 de Julho ficou conhecido por ser considerado o fim da independência do Brasil, já que marca a saída dos portugueses em julho de 1823 – que haviam se recusado a sair do país após a proclamação de Dom Pedro I, em setembro de 1822. Há até quem diga que essa data deveria ser a verdadeira da independência do Brasil.


2. Maria Filipa foi esquecida pela história por muito tempo


Maria Filipa de Oliveira foi uma grande heroína na guerra da independência. Ela colhia informações sobre a situação das tropas portuguesas na capital e no Recôncavo da Bahia, além de ter liderado dezenas de pessoas na queima das 42 embarcações portuguesas que estavam aportadas na Praia do Convento e iriam atacar a capital. Mas, por ser uma mulher negra, as informações sobre ela são bem escassas, podendo ser colhidas pela oralidade do povo da ilha de Itaparica e em poucos livros.


3. Durante a guerra, a Bahia teve duas capitais


No período dos conflitos, Salvador chegou a ser tomada pelos portugueses e os baianos expulsos da cidade se encaminharam para o Recôncavo Baiano e fizeram do município de Cachoeira, cidade mais importante da região, uma segunda capital não-oficial.


4. O símbolo da independência é o caboclo e a cabocla


O caboclo representa os índios e mestiços baianos que lutaram pela Independência da Bahia contra as tropas portuguesas, já a cabocla representa a índia Catarina Paraguaçu, matriarca e avó remota de um grande número de famílias baianas, e a figura feminina nas lutas pela independência. As imagens foram esculpidas pelo artista Manuel Inácio da Costa, na década de 1840.


5. A guerra pela independência da Bahia começou antes da data em que a proclamação foi oficializada


A data oficial do início da guerra de independência da Bahia é 19 de fevereiro de 1822, com encerramento no dia 2 de julho de 1823. Ou seja, ela começou antes mesmo da declaração da emancipação brasileira, que ocorreu em 7 de setembro de 1822. O sentimento de independência em relação a Portugal ficou enraizado na população da Bahia após a Conjuração Baiana, em 1798, e a rebelião teve início em 1820 durante a Revolução do Porto, em que cidadãos portugueses passaram a exigir o retorno do rei D. João VI à Portugal.


Com informações da Rede Bahia.